Carnaval sustentável: O Glitter biodegradável.

O carnaval sustentável é uma necessidade e eu vou te explicar porquê.

Fantasias, cores e muito brilho, quando o assunto é carnaval adereços aparecem pelas ruas em quantidade expressiva. Mas e após as festas, todo esse papel e plástico vai parar em algum lugar, certo?

O problema é que nem sempre tudo o que é descartado acaba na reciclagem.  É o que acontece com o glitter, por exemplo? 

 Afinal de contas, como reaproveitar partículas tão pequenas de um plástico que vai demorar centenas de anos para se dissolver? 

Sem contar que o glitter é usado nas roupas, na pele, nos carros alegóricos, placas, bandeiras e sempre em muita quantidade. 

E dessa forma, os chamados microplásticos, (que são partículas de plástico menores do que 5 milímetros), se dissipam por todo o meio ambiente. 

Fazer um carnaval sustentável requer consciência.

Pra entender a necessidade de aplicar um carnaval sustentável, primeiro a gente precisa entender a gravidade do problema conhecido como microplástico.

De forma resumida a coisa começa assim: Primeiro o glitter se desprende das fantasias e maquiagens e então se espalha pelas ruas. 

O que sobra acaba no mar ou escorrendo pelo ralo do chuveiro. 

Estima-se que hoje, já exista uma quantidade maior de microplásticos do que de planctons boiando nos oceanos e até nas chuvas já foram encontrados resíduos de microplástico. 

 Ou seja, essa substância que demora a se deteriorar, já passou a fazer parte da alimentação regular de peixes e se espalha cada vez mais ao redor do mundo. 

Intoxicados por microplásticos, os animais não só sofrem com a contaminação, como também vão parar nas mesas de pessoas. 

E agora voltamos ao ponto: Como fazer do carnaval, a maior festa do Brasil, um evento mais sustentável? 

Por sorte, empresas do setor de já começaram a pensar em soluções menos agressivas para a produção de adereços e fantasias. 

Conheça o Glitter biodegradável 

É possível resolver o problema criando soluções que se desfaçam com mais facilidade, o que não é muito difícil quando o assunto é o plástico.

Já é possível encontrar na internet algumas opções de confetes  feitos com folhas de arvore. Mas o glitter biodegradável, ganha destaque.

A matéria prima varia de algas desidratadas a gelatina sem sabor, ambas tingidas com corante alimentar.  As cores são vivas, cintilantes e o material adere bem sozinho.

Trituradas as algas ou gelatina coloridas também podem ser facilmente misturadas a maquiagem ou até usadas com cola sobre as fantasias. 

O melhor de tudo é que bastam alguns dias em contato com a água, para que essas partículas se deteriorem e, dessa forma, não poluem o ambiente. 

Outro ponto positivo que faz do glitter biodegradável uma opção incrível é que ele pode até mesmo ser ingerido sem causar intoxicação. Por isso é ideal também para fantasiar os pequenos. 

Uma solução criativa que pode tornar o carnaval mais sustentável, alegre e inofensivo para as gerações futuras. 

Gostou da ideia? Eu também, que tal experimentar ? 

Bjs 

Cris 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você Também Pode Gostar