Conselhos para que a sua empresa vá bem desde o início

Conselhos para que a sua empresa vá bem desde o início são vários por aí, mas existem algumas coisas que realmente fazem a diferença e eu decidi fazer um artigo pra falar um pouco sobre elas.

Então fique sabendo desde já que não tem outro caminho senão o velho conhecido: Saiba para quem você está vendendo. 

Sem saber quem é o seu cliente, ou pior, sem conhecer a fundo as suas necessidades, como oferecer o que ele precisa? 

Como falar com alguém que você não conhece? 

Lembre-se que estudar o seu público não é o mesmo que fazer definições genéricas e superficiais como: “pessoas de 18 até 45 anos.” 

Personalidades são importantes, fique atento a elas. 

Conselhos para que a sua empresa vá bem na era digital 

Entender as pessoas na era da informação é muito mais fácil do que há alguns anos atrás. 

E você nem precisa ter uma ampla base de dados pra isso.  

Basta observar um pouco como é a relação das pessoas com outras empresas do mesmo nicho que o seu. 

Uma simples postagem no Facebook do seu concorrente já mostra reclamações, elogios e sugestões que podem te ajudar e muito. 

E há outros fatores que também podem ser observados.  

Descubra, por exemplo se o seu público é formado por maioria feminina ou masculina, qual a faixa etáriaclasse social e muito mais. 

Imagine tentar descobrir isso tudo há dez ou vinte anos atrás? Uma pesquisa de mercado exigia um investimento que nem todas as empresas poderiam pagar. 

Hoje toda essa informação está ao seu alcance, basta que você use o seu smartphone! 

Ah e olha só, algumas ferramentas mais elaboradas permitem até mesmo que você entenda quanto tempo o seu público passa na internet e como se conecta, se através de computador ou smartphone e ao fim de todo esse trabalho você terá definido a sua persona e vai saber exatamente como e através de qual plataforma se dirigir a ela. 

 

O que é persona? 

De modo resumido a persona é mesmo que o público alvo, só que com um rosto e um nome.  

Assim, ao invés de denominar simplesmente: “público de 18 até 45 anos”, a persona estabelece uma linha muito mais precisa e leva em conta tudo o que é possível se aprender sobre esse público. 

Isso desenha aspectos da personalidade que antes não eram levados em consideração. 

 Assim é possível definir uma persona da seguinte forma: 

“Mulheres de 18 até 25 anos.  

Sem filhos que moram sozinhas, se divertem em shows, trabalham, possuem graduação superior e preferem não dirigir”. 

A essa persona deve-se dar um nome e um rosto fictícios, como Júlia, Gabriela e etc. Apenas para te ajudar na hora de elaborar a sua comunicação. 

só após conhecer todos esses detalhes da sua persona e depois de lhe dar um nome, você estará pronto para começar a sua primeira estratégia de marketing. 

Por que você precisa entender a persona? 

Sabendo todos os detalhes que definem a sua persona, você não só consegue oferecer exatamente o que essa pessoa precisa, como também pode adotar linguagens que falem exatamente às plataformas mais usadas por ela. 

 Com as palavras, preferências e estratégias pensadas precisamente para impactar. 

Vantagens de conhecer a sua persona: 

  • Estabelecer estratégias que realmente são eficazes na venda. 
  • Desenvolvimento de soluções específicas para o nicho. 
  • Corte de custos em propagandas feitas aleatoriamente, e que não teriam o alcance desejado.  

Afinal de contas, imagine imprimir milhares de panfletos que sequer serão lidos com atenção, enquanto que, com apenas uma postagem na rede social mais usada pela sua persona, o resultado de alcance pode ser infinitamente maior? 

Essa estratégia representaria sucesso, sob um investimento significativamente menor. 

Pense nisso. 

E quando o seu cliente é uma empresa? 

Você oferece soluções B2B?   

As relações B2B (business to business) são aquelas que acontecem entre as empresas.  

Quando o negócio de uma organização é vender ou oferecer produtos e serviços para outra organização.  

Sendo assim, se o seu cliente é uma empresa, como estabelecer uma linguagem comercial que fale sobre o seu serviço ou produto? 

Fale para quem importa. 

 Parece complicado tentar conquistar uma empresa inteira, não é mesmo?  

Mas talvez você não precise. 

Para estabelecer a sua estratégia de marketing no caso de um negócio B2B basta pensar em “quem decide a compra”.  

Afinal, até mesmo nas maiores companhias existem departamentos de compra com pessoas que decidem sobre esses assuntos. 

Por isso, nesse segmento mais do que em qualquer outro, o ganha/ganha é fundamental.  

Ou seja, é preciso representar uma solução ou benefício real para o seu cliente que, caso encontre isso em você, pode se tornar um parceiro fiel para toda a vida. 

Lucrar mais do que todo mundo não é interessante em longo prazo. Solucionar problemas, por outro lado, é uma preocupação que você precisa ter na hora de mostrar a sua empresa para os seus potenciais parceiros. 

E é solucionando problemas que você aumenta as suas chances de sucesso. 

Um plano de negócio que detalhe bem a sua persona, os seus processos e organização, também pode ser uma excelente forma de comunicar a seriedade e o potencial de sucesso da sua empresa. 

Saiba falar sobre o seu negócioO Plano de Marketing 

Tendo estabelecido uma persona e agora que você já sabe através de qual plataforma vai se comunicar com ela, hora de definir um plano de marketing. 

Comece analisando seu negócio do ponto de vista do cliente, e seja empático ao responder: 

  •  Como esse produto ou serviço me ajudaria? 
  • Como esse produto poderia chegar até mim? 
  •  Onde eu gostaria de comprar ou descobrir esse produto ou serviço? 

E a partir dessas respostas escolha a ferramenta de marketing ideal. 

Algumas opções são: 

  • Inbound Marketing, marketing de conteúdo e ações realizadas em ambiente virtual. 
  • Relações públicas, como feiras, eventos e etc. 
  • Venda direta. 
  • Propaganda. 

Por enquanto, não se esqueça de adequar o preço do seu produto ao que o mercado oferece, mais importante: Entenda também qual valor o seu cliente dá ao seu produto. 

Isso quer dizer que talvez seja necessário fazer uma ancoragem de preço, isto é, um trabalho mais focado em evidenciar o valor do seu produto ou serviço, de modo que o seu público não tenha dúvida sobre estar contratando ou adquirindo algo realmente superior em relação ao que o mercado pode oferecer. 

Afinal, não basta cobrar determinado valor, é preciso que esse valor tenha uma justificativa óbvia. Assim: 

Um hipotético sorvete de chocolate servido na casquinha custa R$ 02,00 reais. Enquanto que o mesmo sorvete de chocolate, só que servido em um copinho de chocolate custaria R$ 04,50 reais. 

Perceba a diferença de preço, mas note também que não é necessário explicar para o cliente o porquê dessa diferenciação. Afinal, ela é óbvia. 

Mas o que é Inbound Marketing? 

inbound Marketing, de modo resumido, é toda estratégia de marketing que é realizada em ambiente virtual. 

Essas estratégias são muitas e incluem o marketing de conteúdo. Em resumo a parte mais importante do inbound é o conteúdo.

Aliás, vamos falar desse método primeiro, porque o marketing digital vem sofrendo uma verdadeira revolução. 

Nela, a experiência do usuário nas plataformas de conteúdo deve ser a prioridade e, sendo assim, quem proporciona conteúdos mais interessantes, atraentes e divertidos, recebe mais destaque das plataformas e, na internet, destaque significa venda. 

Por isso, quando for oferecer conteúdo aos seguidores das suas plataformas virtuais, cuide para que esses conteúdos sejam 

  • Divertidos 
  • Interessantes  
  • Edificantes 
  • Inspiradores 

Mas o mais importante de tudo: Que sejam inéditos. 

Pois é, quando falar com a sua persona em ambiente virtual, nada de compartilhar conteúdo de terceiros ou reciclar os seus conteúdos antigos. 

Crie coisas novas, mostre o seu diferencial e deixe claro que o seu objetivo não é somente o de vender, mas sim de ajudar e ensinar. 

No próximo e-book nós vamos falar sobre plano operacional, saúde da sua empresa e alguns deveres do empreendedor. 

Plano operacional 

O plano operacional é aquele que descreve o processo de produção ou execução dos seus produtos ou serviços. 

Através dessa etapa descreva seu empreendimento e estabeleça um modelo de operação que possa sustentar a sua empresa.  

Isso quer dizer que a etapa de planejamento operacional deve deixar claro todos os processos, equipamentos e etapas da geração do produto ou serviço. 

Essa é a fase que deve te ajudar a responder as dúvidas sobre se vale a pena criar, investir e sustentar esse negócio. 

Faça seu próprio caminho. 

O plano de negócio precisa ser estruturado e detalhado, mas não deve ser um documento rigorosamente definido. 

Ao contrário, ele deve ser editado, adaptado e sempre melhorado ao longo da sua jornada no empreendedorismo. 

 Afinal de contas, nesse caminho se aprende coisas todos os dias, e ali, no seu plano de negócio, é o lugar certo para você propor novas estratégias que aprendeu ou lançar ideias que podem ser inovadoras para o seu negócio. 

Se você quer se aprofundar mais nesse assunto, pode acessar a minha plataforma Melhores Amigos.  

Lá eu tenho um conteúdo bastante detalhado sobre como elaborar o seu plano de negócio. 

Tenha agilidade. 

Você sabia que terceirizar serviços pode ser uma forma muito interessante de cortar custos? 

Pois é, ao abrir uma empresa, alguns detalhes da produção acabam ficando em segundo plano por causa dos custos envolvidos. 

Esse é um importante ponto a se considerar, pois ações como essas podem representar consequências em longo prazo.  

Logo, uma saída pode ser cortar custos com o operacional através da terceirização de alguns serviços. 

A nova lei de terceirização flexibiliza boa parte desses contratos de trabalho, e assim você não só agiliza a sua produção, como também evita custos com treinamentos, uniformes e etcjá que esse trabalho fica por parte da empresa prestadora de serviço. 

Aposte com cautela. 

Agora pare o que está fazendo e responda:  

  1. Qual é o seu objetivo ao criar, manter e investir na sua empresa? 
  1. O que você vai precisar para alcançá-lo? 

Agora Imagine as piores coisas que podem acontecer pelo seu caminho. 

Enumere os riscos que podem ameaçar o seu negócio e, pensando em tudo isso, saiba que as suas apostas ao longo do trajeto não podem ser tão arrojadas, ao ponto de comprometer definitivamente a saúde da sua empresa. 

Isso quer dizer que, em alguns pontos arriscar é o que vai manter o seu negócio sempre inovador, enquanto que, por outro lado, nem todo risco vale a pena. 

Por isso, antes de implementar uma ideia nova, estude o mercado e o momento em que ele vive. 

Escute outros empreendedores e converse com a concorrência.  

A troca de informações e opiniões a respeito do mercado só tem a agregar e quem sabe disso terá o maior prazer em ajudar você a entender esse cenário. 

O mais importante: Você acredita no que você faz? 

Afinal, não adianta ter todas as ferramentas do mundo, se você não acredita no seu próprio potencial de fazer uma empresa decolar.

10 Deveres do empreendedor 

Entre os conselhos para que a sua empresa vá bem desde o começo, estão algumas posturas que o empreendedor precisa adotar e estar sempre atento.

Veja quais são elas:

  • Realizar pesquisas para entender o público. 
  • Exigir qualidade. 
  • Monitorar os seus próprios processos. 
  • Criar relatórios detalhados sobre as operações financeiras. 
  • Estabelecer metas. 
  • Fazer sempre mais e cada vez melhor. 
  • Superar expectativas e se comprometer. 
  • Buscar sempre estar atualizado dentro das novidades do mercado.
  • Buscar conselhos para que a sua empresa vá bem. 
  • E, por fim, não se esqueça de que é necessário confiar no seu sonho. 

Acreditar no seu negócio te transforma numa luz, que irá guiar seu time na direção dos seus objetivos. 

E por falar em conselhos para que a sua empresa vá bem e tenha luz, você sabia que existem ensinamentos valiosos para o seu negócio entre as palavras de Jesus? 

Pois, é, ideias de um grande mestre para inspirar você e te iluminar nos momentos mais decisivos. 

Leia a seleção de conselhos que eu levo para a minha vida e que podem te ajudar assim como eles ajudam a mim. 

 Você e o seu sucesso. 

Sabe o que mais interfere no seu caminho para a lucratividade? 

  • O ponto em que você opera. (local físico da sua empresa)  
  • O nicho de mercado 
  • A estratégia que decidiu adotar. 
  • O momento do mercado. 

Pois é, tudo isso influencia na sua lucratividade. 

Principalmente em um momento como esse, onde acontece uma extrema hipercompetitividade” no mercado. 

Para se ter uma ideia, no Brasil, existem hoje mais de 4 milhões de CNPJs ativos!

Conselhos para que a sua empresa vá bem na hora de se destacar na multidão? 

Inove! 

Não tem outro jeito. Para se destacar numa multidão de concorrentes o seu produto ou serviço precisa ter um caráter inovador. 

Mas inovar não é tão simples como parece. 

As vezes uma ideia aparentemente boa resulta em um investimento alto demais para o momento, ou mesmo encontra um mercado que pode ser resistente a ela. 

Por isso, para inovar e obter sucesso, é preciso fazer um planejamento e uma pesquisa de mercado bastante profunda, mas não desanime, quando encontrar o caminho, ele poderá te levar ao lugar certo. 

Como inovar no seu produto? 

Este é um dos “conselhos para que a sua empresa vá bem desde o início” que eu considero mais importante. Afinal inovar sempre é essencial e você também pode inovar em alguma coisa que já faz. 

Se reinvente. 

Esteja pronto para oferecer a ideia de que o seu estabelecimento existe para solucionar um problema. Em outras palavras, venda o seu produto como uma solução. 

E não se esqueça de testar.  

Experimentação, pesquisa e sucesso! 

Para começar a testar a sua ideia inovadora produza um pequeno protótipo e exerça o seu projeto inovador em pequena escala.  

Dessa forma fica muito mais fácil descobrir se a ideia é mesmo viável. 

E é claro, quanto antes você atingir o ponto de equilíbrio mais cedo o se negócio começa a dar lucro. 

O que é o ponto de equilíbrio? 

Em resumo o ponto de equilíbrio é o momento crucial em que as contas e lucros de uma empresa se pagam, mas calma, não se preocupe.

Eu vou fazer um artigo mais elaborado sobre isso e com mais insigths e conselhos para que a sua empresa vá bem sempre. Te aviso em breve nas minhas redes sociais, então fique atento! 

Falando nisso, pra não perder nenhuma notificação, me siga no Instagram  @crisarcangeli ! 

Bjs Cris 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você Também Pode Gostar