Economia brasileira a retrospectiva 2019

 

A economia brasileira teve momentos empolgantes este ano. 

Você reparou em como 2019 foi produtivo para a economia? 

Para exemplificar, esse ano nós conquistamos marcas históricas e realizamos projetos que há anos estavam apenas no papel. 

Se você não percebeu esse movimento todo, não se preocupe. Eu vou dar uma ajudinha.  

A seguir, veja uma lista dos acontecimentos mais marcantes da economia brasileira em 2019. 

Economia brasileira: A gigante das vendas online investiu aqui. 

Inaugurando um centro novo de distribuição em Cajamar, SP, a Amazon entra de vez no Brasil. 

Seguindo o movimento de crescimento das compras online em território nacional, a amazon investiu pesado na entrega rápida para brigar com gigantes já estabelecidos por aqui. 

Em crescimento notório, o Magazine Luiza adquire a Netshoes por US$ 62 milhões. Num movimento que aqueceu o setor. 

E teve recuperação! 

Embraer registra lucro! A organização vem se recuperando de um período de crise e pela primeira vez desde então, registra uma lucratividade de R$ 26,1 milhões no 2º trimestre. 

 Números que trazem otimismo para todo o segmento e acima de tudo esquentam o clima econômico. 

Teve crescimento e investimento forte! 

 Empresas multinacionais trazem em forma de empréstimo, mais de R$ 120 bilhões para ajudar no desenvolvimento de suas filiais no Brasil. 

Portanto, esta representa uma verdadeira injeção de confiança no potencial brasileiro de inovação e crescimento. 

Mas um dos maiores destaques do ano melhor foi o movimento do turismo.  

Este ano o Turismo teve faturamento recorde de R$ 136,7 bilhões! 

Com recuperação e acima de tudo lucratividade, em 2019 o setor conseguiu produzir mais de 25 mil vagas de emprego! 

Imagine todo esse crescimento melhorando a vida das pessoas e aquecendo a economia também em longo prazo! 

Já a Ambev firmou um acordo de R$ 140 mi para construção de 31 usinas solares no Brasil.  

A ideia da empresa é que, os seus processos até 2025 usem 100% da energia necessária apenas de fonte limpa. 

Já a Shell prevê investir até US$ 14 bi em óleo e gás no Brasil até 2025! 

 O destaque da vez: O mercado Chinês abriu suas portas. 

Pois é, o Brasil se solidificou como um dos maiores exportadores de carne DO MUNDO e essa alta nas exportações vai movimentar a economia.  

Ou seja, do produtor de ração aos pecuaristas, a previsão é de mais empregos e maiores investimentos.   Afinal, a demanda externa é grande e a lucratividade alta, uma vez que a compra é feita em moeda americana.  

Sendo assim, no começo desse mês a China habilitou mais 25 frigoríficos brasileiros para a exportação.   

 Um processo delicado para o qual muitas dessas empresas aguardavam há algum tempo.   

Com o licenciamento, a demanda mais que dobrou, ou seja a falta da carne no mercado interno é, principalmente resultado desse alto volume de vendas.   Um efeito colateral que pode durar pouco tempo. 

Mesmo assim, mais exportações é igual à mais lucratividade e acima de tudo, depois de passado o susto do aumento, a tendência é de que aos poucos os frigoríficos brasileiros voltem a abastecer o mercado interno como antes. 

Especialistas afirmam que, por causa do tempo de preparo mais rápido do animal para o abate, o preço do frango seja o primeiro a ser reestabelecido. 

E a indústria? 

Produção industrial cresce em 7 das 15 regiões em outubro, aponta IBGE 

Este setor da economia brasileira sofreu uma queda em alguns pontos, no entanto, em São Paulo a alta chegou a 1, e isso ajudou a estabilizar os resultados. 

varejo também comemora! O mercado digital brasileiro faturou R$ 3,2 bilhões só na Black Friday deste ano. 

Ponto para a saúde!  

Este ano a Anvisa autorizou a venda de remédio à base de cannabis no Brasil. 

 Isso, aliás, não quer dizer que o plantio esteja liberado, ainda assim, este já é um passo bastante largo no que diz respeito ao avanço de tratamentos de transtornos como o autismo, por exemplo. 

Para exemplificar, com a liberação, os brasileiros que precisam de tratamento poderão encontrar opções do tratamento em estabelecimentos como farmácias nacionais. 

Empresas francesas se reunem para abrir centro de inovação em SP, com a intenção de fomentar o crescimento da tecnologia no Brasil  serão responsáveis pela abertura do Centro de Inovação La Fabrique o Banco BNP Paribas, Carrefour, Ingenico e Edenred. 

E por falar em tecnologia, a Rock Content, referência de empresa do setor digital e conteúdo, comprou uma organização americana para acelerar a expansão principalmente no setor internacional. 

Com o avanço, não só a Rock como o Brasil, mostram que estão muito interessados e acima de tudo brigando pela liderança no quesito engenharia de conteúdo e estratégia. 

Um ano de crescimento!

E pra fechar, o Pernambuco recebe um centro de distribuição da Amazon.

Como falamos no início desse artigo, a empresa está investindo pesado no poder de consumo e interesse dos brasileiros, ou seja, o objetivo aqui é facilitar o acesso aos produtos com toda a agilidade que a marca já estabeleceu lá fora. 

Concluindo, esse ano nós alcançamos marcas com as quais apenas sonhamos um dia, e acima de tudo  2020 pode nos trazer conquistas ainda mais importantes! 

Como você imagina o cenário nos próximos meses? Além disso, eu já posso adiantar que vem uma surpresa por aí! Quer saber o que é? 

 Então vai uma dica: Siga o perfil da beautyin nas redes sociais! 

E se você quer receber mais conteúdo sobre empreendedorismo, tecnologia e acima de tudo inovação não deixe de ouvir o meu  podcast escola de tubarões.  Que aliás é feito com toda a qualidade e carinho que você e a sua empresa merecem!  

Bjs 

Cris 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você Também Pode Gostar